❤ Jesus, Maria, eu vos amo. Salvai almas.

Tradução.

13/01/2019

Sobre o dia que descobri que tinha transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM).

Eu passava tão mal, e cada vez mais, de acordo com os anos, piorava e não sabia o que tinha, tão fortemente TPM.
Passava de fato, dos 30 dias uns 25 dias, sem qualidade, e com dor física de alguns graus, tendo apenas 5 dias de qualidade mínima, para me recuperar para novamente, vir o ciclo.
Fiquei mocinha muito novinha, com 9 anos.
Somado a esse problema, a espiritualidade herdada de algum antepassado bendito, ainda vinha junto. Esta nunca quis, mas tive que aceitar. Aqui estou, né?
Até que um dia, falei para Deus, somente me levantarei deste colchão quando tiver a resposta. E realmente estava decidida, até que dormi, mas, incrivelmente, acordei com cólica.....tive que levantar de qualquer jeito. Mas voltei a deitar e sonhei com um homem que falava espanhol, que me mostrava a gaveta onde guardava os remédios e coisas de cólicas e ele dizia em bom tom depresíon! E ele era muito convicto na sua fala. 
Era a resposta que pedi a Deus. 
Ele me conhece. Havia chegado no limite.
Comecei a me tratar com fluoxitina dos laboratórios, mas não melhorava, tanto. Um remédio era bom(fluox), mas na época deixou de ser fabricado pelo novo laboratório. Hoje, em minhas pesquisas descobri que já existe novamente.
Eu percebo muito o efeito do remédio no meu organismo, até mesmo da homeopatia. Percebi que alguns eram muito diferentes, devido o laboratório e os sintomas voltavam.
 Até que finalmente, após anos trocando de laboratórios, fiz na farmacopa(maravilhoso) na proporção de 30 MG, mas fiquei bem na dosagem de 25 MG.
Minha vida voltou com a fluoxitina deste laboratório(farmacopa), porque eles devem fazer com precisão, porque percecbi no decorrer dos anos, que nada oscilava.
Com a medicação da disforia da tpm(DTPM) voltei a trabalhar, a estudar.
Hoje estou tirando porque minha tpm melhorou com a retirada do útero. Mas sou de fato, muito bravinha, às vezes, mas no fundo, sei que tenho coisas boas!
Vamos lá! Levante logo!

Beijos com gratidão. 
OBS: Essa é minha palavra desde 2008!
Outros estão me copiando, rs!

Nenhum comentário: