"Cabeça levantada, sorriso no rosto e enfrentar a vida com todo o carinho."

"Certas memórias menos boas acabarão, com a ajuda de Deus, por se irem desvanecendo... faça por não pôr nelas o seu pensamento e começarão aos poucos a ser mais suaves.
"

Tradução.

10/02/2020

12 anos!

12 anos de blogue. Isso, para mim é incrível.
Somando os número: 3! O mistério da Trindade, templo.
Não obstante meus erros, descompassos, muitos pecados, contínuos, eu consegui construir algo, quase um filho ou uma filha. Blogue seria o filho e a gratidão a filha.
Sou grata ao meu provedor, Google, a ter um blogue lindo, neste tempo e desejos que continuem a manter o serviço.
Agradeço a Deus, meu Senhor, esses detalhes, tão significativos, do dia, da tarde, noite. Tudo é motivo para ser grata.
Viver cada minuto, observar pequenos momentos puros de gratidão foi algo que comecei a fazer em 2008. Eu sonhava com muitos dos momentos, que ora vivo. Nem todos foram colhidos e está tudo bem. Não teremos tudo que sonhamos. E por vezes, estes deixam de existir, justamente, porque a vida se mostra já um milagre e não mais o que se pedir ou ousar!
E confesso, mais livremente, todas as promessas que Deus me deu na capelinha da PUC, nas Missas diárias, que participava, foram cumpridas, uma por uma.
Preciso voltar e acho que este canto, para mim, é meu solo sagrado.
Sinceramente, não sei o que mais pedir.
A graça basta porque ela pressupõe a natureza.

Agradecida, Maristella Padão.

O Blogue faz 12 anos!

01/02/2020

Sou uma alma feliz!

Estou contando os dias para o aniversário do meu blogue.
E, após quase 12 anos, cheguei a conclusão que tudo mudou.
Neste tempo ganhei amigos de longe, tenho visitantes, tenho um mundo espiritual diferente, agora.
Segui a sorte mais desalinhada e torta.
E não sou mais a mesma de antes.
Em verdade, essa dimensão espiritual me traz uma percepção mais aprimorada.
Hoje tudo é mais claro e límpido, embora as noites tentem sempre ao meu redor.
Sou uma alma feliz!
Nada na vida do que imaginei aconteceu, rs!
No fundo é bom não fazer tantos planos, porque certas vidas se impõem, assim como a obra ao pintor, o livro ao escritor.
Sofri muito, caí diversas vezes, procurei sem cessar as fés, busquei a libertação, aprendi orações, não casei cedo, não tive filhos e nem terei, casei com 45 anos(diferente do sonho perfeito) não sou Defensora Pública, e após, caí, levantei e  caí...sucessivamente. Ufa! Aqui, estou. Completamente incompleta e absurdamente livre. Essa liberdade me faz sorrir todo dia mesmo diante das dores e provações da minha vida. Não tenho ilusões, tudo é passageiro, vaidade e estamos de passagem, até no que supomos ser estável. Nem sabemos se conseguiremos usar todas as nossas roupas! E por sorte, hoje dei roupas e toda vez que faço isso, me sinto tão livre.
Sou extremamente grata a Deus e meus protetores.
A libertação é diária. Outro dia, mesmo, escapei de uma moto no caminho.
O que posso dizer para você? Ande, faça o sinal da cruz e siga!
Tudo dará certo.