"Cabeça levantada, sorriso no rosto e enfrentar a vida com todo o carinho."

"Certas memórias menos boas acabarão, com a ajuda de Deus, por se irem desvanecendo... faça por não pôr nelas o seu pensamento e começarão aos poucos a ser mais suaves.
"

08/07/2008

Tempo de luz branca!

Quando me cala o pensamento?
Não sei.
Vem a mente a saudade do tempo. 
Tempo de luz branca.
Tempo em que não se precisava acender nada e nem pedir.
Nestes tempos calados, somente penso no que mais amo na vida.
Talvez seja um amor calado, contemplativo?!
O amor mais verdadeiro que tenho, que tive.
Amor que não se mede.
Amor que não me desampara.
Por vezes demora.
E não entendo o dono do meu mistério.
Amo com força, com minhas mãos fracas e fortes...
Total contradição do meu ser.
Verde é a cor da quimera, branca da paz e vermelho é seu coração sagrado.
Amo-o com firmeza e com meus tremores de filha. 
Queria arrancar esse espinho e ser somente uma rosa.
Uma rosa branca da paz.
........
Grata por tudo em minha vida, por tudo.
Pelas luzes e pela noites.
Pelas bonanças e tempestades.
Pelos firmamentos e pelas fraquezas.
Pelos medos e fortalezas.
Pelas vidas e pelas mortes.
Em meus constantes recomeços.
Amém.

Mari




4 comentários:

O Profeta disse...

E este Sol impõe a claridade
Pôs no celeste a Lua a bocejar
Perdi a conta das estrelas no céu
Ergui-me em bicos para as contar


Voa comigo sobre as emoções


Mágico beijo

Yelva Toledo disse...

é bom ver teu "oceano" Mari e dele fazer e ser parte


tempo de luz branca

JOSÉ NEVES disse...

As suas palavras me fortalecem e os seus comentários em muito engrandecem o meu blog e em especial as minhas imagens, excelente esse seu dom.

Um beijo com amizade.

Cristiane Galhardo disse...

Mari, que Deus abençoe nossas vidas sempre! É muito bom ser sua amiga! Cris.