19/04/2013

A paz, a cantiga, o dom, a primavera.

Não me importo com o nada,  porque este é vazio em si.
Tenho sede de vida, de colheitas.
Mas tenho consciência da dureza da minha alma.
Bem como meu carinho especial no espírito.
Num mundo de provações, de testes: eu subi na colina faz muito tempo.
E lá vejo o sol, as flores, meus sonhos.
E tudo que espero!
A paz, a cantiga, o dom, a primavera.
A colheita.
O plantio.
As sementes.

Com carinho, beijos, mariii


Nenhum comentário: