Google+

19/04/15

Oie! ;-)


Como sempre, que tento pausar, acabo voltando ao ponto.
Porém, diferente do que ensina Padre Antônio Vieira(sermão do mandato), tento fazê-lo ficar longe da circunferência.
Porque, de fato, e obviamente, fica desalinhado e distante do todo e pode-se, de fato, perder-se no tempo.

Se parasse, daria o que o inimigo quer de mim. E Deus me ensinou a jamais me curvar diante do mal, mas a renunciar e lutar, repreender, sempre e que estaria, sempre, do meu lado. Aprendi o caminho estreito. 

.............
Por vezes, devemos ignorar, mas na maioria das vezes, lutar o bom combate, sem fanatismos, porque ignorar também é uma saída.
............

E como digo, sempre, apesar de pecadora(castidade), realmente, quero  o único sacramento que me falta, eis que já tive todos, inclusive, a unção dos enfermos no velho tempo que rezava pessoas doentes.
...........
Mas quanto à nos? Não estamos destinados à morte? Não iremos todos ao lugar que se desconhece?
Ou como dizia, realmente, Santo Agostinho: quem disse, realmente, que a morte é uma pena?
E não liberdade? Razão primeira de nunca poder ser considerada pena, porque de fato, nunca ninguém poderá compreender os mistérios de Deus.
Desconhecemos as frações dos milésimos de segundos que povoam o universo e planetas, ignoramos quantas batidas de coração tivemos no tempo da nossa vida e nem sentimos, quiçá, o sangue nas nossas veias circulando. Quanto mais a alma e o espírito, mistérios de quem vive?
...........

Sempre utilize o nome completo: Jesus Cristo e não somente Jesus, porque, infelizmente, o mal se entitula de "jesus". Logo: Jesus Cristo, sempre, na mente. Esta é uma excelente defesa ou simplesmente o Pai Nosso.
...........

15/04/15

Corações!(Pausa no blogue)

Às vezes, tenho medo.
A única solução que tenho é lutar e registrar minhas indignações.
Trata-se de um universo perverso.
O que posso fazer? Eu rezo.
Acredito que se meu blogue fosse um lugar ruim, contendas inexistiriam. O mal não perde seu tempo com o que não lhe incomoda.
E acredito, realmente, que Deus tenha permitido e já me havia dado os ensinamentos.
E o por quê, jamais, vou compreender.
De certo modo, acredito que alguma coisa boa se tem.
Porque durante mais de 6 anos, com tantas contendas e brigas, obrigou a algumas pessoas entrarem todo dia no blogue, ouvirem música ou verem Nossa Senhora, o nome: gratidão ou oração pura.
E talvez, isso seja um milagre?!?
Estou pausando, hoje, com o blogue, vou esperar a resposta final.
Para um dia, quiçá, viver.
Quero me casar, ainda!

Com gratidão.
Mari!




14/04/15

Defenda-nos no combate!


Existe uma perversidade natural em algumas pessoas que encontro.

Hoje tenho consciência que o aprendizado na espiritualidade me fez aprender um pouco do combate espiritual.
Sim, obviamente, passei por lutas, aprendi orações, técnicas de defesa mental e espiritual.

Defendo porque existe o inexplicável e a justiça se incorporou nas minhas defesas espirituais.

E, realmente, aqueles, perfeitos, que vão por puro amor sejam as pessoas com o verdadeiro sentido e testemunho de fé. São raros.

E as como eu, que lutam pela liberdade espiritual e vão pela dor, estejam, ainda distantes do amor Ágape.
...............

Mas neste mistério, um dia, em sonho, dada vez, vi o purgatório(esse foi o discernimento do espírito), algumas voltavam para agradecer a troca do fardo contínua.

Vivemos em combates espirituais.
Devemos saber, que se antes eram espíritos, depois, obviamente, serão pessoas ruins e vice versa.
E talvez, muitas delas, estejam mal acompanhadas espiritualmente pelos mesmos!? E que dadas vezes, podemos nos contaminar.
.............
Mas se tudo isso não fosse milagroso, nem Nossa Senhora nos visitaria!
............
E hoje, refletindo, pensei: não quero ter uma filha sofrida ou que passe o que herdei, espiritualmente e tão pouco receba reflexos ruins dos meus atos.
............
Saudades do meu amado Padre Nelson Rabello, que esteja me libertando na terra, junto com meus parentes, minhas tias avós, meu pai, avós e avôs, Santos e amigos da espiritualidade.
Amém.
Valei-me São Miguel Arcanjo, defenda-me no combate!

Com gratidão, perguntei a Deus e a resposta foi:

" Salmo 119, 59: "Considerei os meus caminhos e voltei os meus pés para os teus testemunhos".










Prefiro declinar qualquer sorte.








Tudo é tão surreal!

Mas como se minha vida não fosse, né?
E me vejo fazendo o que não quero a esta hora.
E tudo por quê? Por minha vaidade? Que triste sorte de uma desalinhada alma.
Por este fardo veloz e sua capacidade de se estender no tempo?
Talvez seja melhor nada ter e voltar ao chão de outrora.
Proteger da sorte desalinhada que vem presa à alma.
Sorrateiro e me vejo sempre a lutar.
Senhor, por quê tanta vaidade?
Era realmente isso?
Faltam corações sinceros.
E os olhos nos olhos?
Eu mesma, nada sou.
Prefiro declinar qualquer sorte.
Volto ao chão, labirinto da minha fome e sede da minha miséria.
Peço piedade.
À gratidão, virtude de quem é.

06/04/15

Meu castelo é o meu canto!

Confesso que fiquei me questionando tanto, entre o certo e o errado.
Entre o perfeito e o imperfeito.
Cansei de muitas regras impostas e de fios que tentam me prender.
Não quero crer que meu Deus seja um grande castigo.
E que serei condenada à triste sorte, já que ele renasce, todos os dias comigo.
Prefiro crer na sorte mais desalinhada e num futuro torto, do que uma vida programada.
Prefiro ousar na angústia de poder ser do que, simplesmente, aparentar uma morada vazia.
Não quero mais regras, nem mais sentir-me presa à nada.
Quero a liberdade desalinhada e fria.
Porém, sincera.
Em verdade, acho que já vivi tanto, até mais do que poderia pensar.
E nem sempre o que é certo para nós é o destino.
Sem regras, quero ser, sempre, apenas eu mesma.
Livre.
Sem culpas.
E os que brincam e zombam, eu, realmente nada sou.
Faltam-me, realmente, virtudes.
............
Acho que, aqui, é o meu refúgio.
E pensando bem, eu tenho, sim, um canto.
E isso é libertador à minha vida.
Foi um entendimento grato.


Um beijo Deus!