05/02/2018

Como conseguir nossas respostas.


Um vento do norte me coordena.
No lapso do instante, do medo menor, as frações do segundo fazem a direção distinta.
Não levo migrações de um caminho torto. As sementes são germinadas. O solo frutifica verdades colhidas. É fértil. As colinas são planas. E, incrivelmente, meu diálogo é uma pura melodia.
Uma sinfonia, uma solução. As cores se alinham, percebo os detalhes e o sinal vem para mim.
Basta tão apenas sentir.
Tudo se perfaz em ser.

Com grata gratidão, Mari.