28/10/2016

Vento que sopra!

Eu.
Sinto uma paz que invade a alma.
De repente, um vento se alinha.
Um vento bom refrigera.
Sinto no ar, do meu lado, pacificamente.
Ele brilha, seu rosto ilumina e me acalenta.
Sua intuição é primogênita, ele me diz.
E o que isso significa? E ele me diz que foi feita a vontade de Deus.
Eu tenho muitos motivos para ser grata. E embora a escuridão me dilacere, deveras, eu sempre, encontro refúgio em DEUS!
Ao Senhor, Cordeiro bendito, salve!
A Maria, minha gratidão.

Nenhum comentário: