02/01/2016

Ser fonte!

Sentir a liberdade da letra que me impulsiona. Ouvir música alta de madrugada,no seu silêncio. Andar descalça e sentir o chão. Pisar no novo piso com certeza de que sou a única responsável pela minha alegria. Cumprir regras necessárias e descumprir as que podem ser quebradas. Sonhar grande, enfrentar os medos. Tomar um banho gelado. Recomeçar a vida no ponto onde havia parado. Ser feliz a cada dia. Ser solta, livre. Com esforço ou não, independe. Abraços de urso, macarrão com molho branco, vinho muito gelado e com cerejas dentro!
E conseguir aquele sonho nutrido na fonte.
Vencer um stress pós traumático e ser libérrima junto com o superlativo absoluto sintético erudito! Rs