25/04/2015

Dia de festa!

Hoje foi dia de festa!
Toda vez que uma alma iluminada abre seu guarda roupas, todas nós, amigas de niterói, ficamos muito felizes.
Ela nem tem noção da felicidade, desmedida, que fornece ao abrir seu armário!
As roupas mais lindas e perfeitas!
Viramos todas meninas, que pegam as roupas das outras.
Quero esta! É minha! Esconde dela!
Uma amiga saiu com um saco enorme cheio de roupas lindas.
Eu garanti minhas peças especiais.
E minha amiga escondeu, para mim, uma saia linda de seda e uma outra amiga disse: ah, você escondeu essa saia, porque não vi! Eu disse: é minhaaa! rsrs
Todas nós fazemos das roupas, dela, sonhos.
Tão felizes esses momentos.
Voltei para casa pensando, ah...como ela nos dá alegria!
E somente de pensar que a roupa tem aquela energia mágica do bem...é tão bom!
É uma reciclagem que gera amor.
Com muita gratidão à vida dela!

Beijoss!

Mari!

Um comentário:

Anônimo disse...

Talvez o nada me resuma bem.
E não exista nenhuma explicação pelo simples ponto.
Nem acredito que seja sonoro e nem tem batida de qualquer percussão.
Eu solto no vento solto.
E regresso ao que fui ou onde estou.
Talvez, sim, seja o nada.
E ele me faça algum sentido, neste vazio deplorável e torto.
Não vejo muita graça em tanta coisa mais.
E confesso que já perdi alguma esperança amém mudar.
Tenho medo deste passado condenado e frio.
Que anda a me cercar.
Queria estar em outro lugar.
Peço que me tire daqui.