01/12/2014

Vida!

O nada sempre será melhor do que um vazio na estrada.
A força que emana da raiz ou do tronco da bendita árvore.
A mulher que embala seu filho.
O trono do Rei do céu.
A mente que sonha.
O vento que conduz.
A luz bendita.
Sonhos que suavizam as trilhas.
Na pequena estrada.
Talvez a melodia da vida, sempre, seja maior do que a ilusão do ter.
Essa é a vida que eu sempre quis.
Sim, já sou plena.
A ave mais desgarrada que brotou vida.
E sonhos.
Tão assim me encontro.
Com gratidão, meu irmão.

Mari!

Nenhum comentário: