24/12/2014

Feliz Natal!


Viver é arte, é dom! Pensando no final do ano, no Natal que se aproxima, nos meus atos, minha vida, lembro das muitas razões de ser grata à Deus, à Nossa Senhora, a todos meus Santos benditos  e meus protetores, companhias sinceras de uma vida.
A vida é um grato mistério, tomando as palavras de Padre Pio. Eu mesma, sou e sempre serei um mistério para mim mesma.
 
Que sejamos irmãos! Que pensemos no próximo com gratidão. Menos inveja no mundo. Que irmãos e parentes se amem com verdade. Que haja a comunhão.
Não por acaso estamos numa mesma cadeia em família. E então, por serem os elos, conjuntos de um todo, que seja, ora, bem selados num todo bom. Que possamos ter virtudes, como André Comte-Sponville nos ensina. Que sejamos virtuosos, gratos, benditos. Que frutos bons sejam colhidos. 

Elogie o que precisa ser elogiado, seja bendito na vida. Ano novo e Natal, sempre, me fazem repensar como todos os dias renascemos e morremos. Que possamos ser. Mas que seja pleno e que seja verdadeiro. 

O real sentido da minha existência é a palavra gratidão. Ela consegue unir meus compassos e alinha tudo que decido e quero para a minha vida e de meu irmão. E que haja muito amor consagrado! Sim, é uma virtude, boa, como diz o filósofo, muitas vezes, mas também é divinal. Traz o Sacramento, este lindo, grato e bendito mistério. Mas que somente seja amor! E sem vaidade, que rompe a vida. E se for, para romper, que sejam os preconceitos.

Por isso e por tudo: seja! O ser também é uma virtude. Mas que seja para o Bem Comum! Desfrutemos a vida, com doses de doçura! Feliz Natal à todos, com DEUS e MARIA.

Feliz Natal, meu Deus e perdão por tudo que ficou para trás, hoje quero renascer com o Senhor e ser uma nova criatura.

Para sempre meu amor e para sempre meu perdão.

Sou uma alma errante, mas caminhante.


Um beijo, Mari!

Nenhum comentário: