21/11/2014

Gratidão à minha mãe!

Gratidão à minha mãe.
Jamais entenderemos por quê demora tanto a resposta de Deus em nossas vidas.
E por quê motivo temos desentendimentos em família.
Acredito que estou vivendo, de fato, milagres.
Por muitos motivos, hoje, tenho que agradecer.
Talvez a trave dos meus olhos tenha sido retirada.
Mas, Senhor, obrigada pela vida da minha mãe, que cuidou de todos nós, sozinha, aos 43 anos e sem nunca mais casar ou conhecer outra pessoa. Abdicou da vida pelos quatro filhos.
Assim como Nossa Senhora que nos embala.
Tenho sentido no meu peito tantos motivos de gratidão.
Tudo que sou, hoje, é reflexo de minhas próprias lutas por minha vida, mas tem também o somatório da minha criação pela minha mãe-pai.
Amo muito minha mãe, ela foi a pessoa que me levou pelas mãos ao pouso da minha alma.
Acho que a liberdade vem visitar o tempo duro e apagar as palavras duras da vida.
E em tantos infortúnios de uma alma completamente perdida, como a minha, minha mãe nunca me negou ajuda.
Sou o cúmulo do pecado e peço perdão por isso, PAI!
E perdão pelo coração de pedra e meu extremo rigor.
Peço pela vida da minha mãe, que tenha saúde abundante e que, um dia, eu possa realizar o meu sonho e fazê-la, muito feliz por mim.
Maristella.

Com gratidão de uma alma errante, aqui estou.

Livre e descuidada como Florbela.

Nenhum comentário: