26/08/2014

Sobre o mar!





Desde sempre, talvez, hoje, compreenda, que desde muito tempo Deus já tinha delimitado a minha vida.
Eu renasço quando me vejo diante da Vossa redenção e piedade. Por  todas as vezes que as promessas são cumpridas.
 Sempre me foram caros tais desejos, Senhor!
E sei que os firmamentos do infinito não encontram guaridas em corações escuros e nem em mãos frias, mas a vida canta feliz. 
Meu mundo é uma mistura de contos, de sonhos, de vidas.
A semente mais contida que germina, a fonte mais pura que saúda. 
São os vínculos dos seres errantes.
São as mais puras sementes de uma alma fraquejante.
Que vagueios desejos sonoros firmam os passos.
Muito além eu sigo.
Sobre o mar.
Tudo enfim.
Com pura gratidão, meu irmão.
 Com grata canção, aceito a virtude, a coragem.
Amém!


Nenhum comentário: