28/09/2012

São purificações de almas perdidas.

 Hoje, voltando do trabalho, tantos pensamentos..
Alguns, apenas lembranças.
Eu não sei...
Apenas não sinto.
A única coisa que me motiva, neste momento, é pensar em mim.
Tão somente.
Talvez esse egoísmo, algoz, seja, por ora, meu alimento.
Neste ciclo, me fecho.
Não que tenha razão.
Esta é dona de si.
...
Mas existe um canto, ainda.
Consigo sentir, incrivelmente.
Os talentos.
As devoções.
São purificações de almas perdidas.
Alguns encontros.
Elos do passado se fecham.
Numa grande transformação.
Com gratidão,
Maristella.

Nenhum comentário: