10/06/2012

um compasso da melodia.

Depois te tanto tempo procurando..
Entendi que formei algo concreto e sólido para a minha alma.
Já não sou a mesma d'antes.
Sou um compasso da melodia.
A voz que canta.
Não mais no deserto, tão certo.
Sim.
Meu coração entoa alguns versos.
Repassei meus passos, revi as histórias.
Fortaleci dentro dos meus medos e limites.
E floresci.
Temos nas mãos o bastão do bom combate.
Vivamos!

Nenhum comentário: