29/05/2012

Cantemos assim....aqui, ali e acolá.

Queria tanta coisa.
E não quero nada.
Talvez, o bastante não seja o necessário para a vida.
....
Eu poderia, por você, abrir o coração.
Talvez, esse mundo não contribua para trazer à vida a canção!
Ou quiçá abrir uma porta cerrada pelo vento frio.
Você tem escolhas e opções.
.......
Eu procuro o vôo da liberdade.
Sou apenas eu mesma. 
Território livre.
Cantemos assim.
Aqui, ali, em qualquer lugar.

Com gratidão, sementes do bem.
São poucos momentos de felicidade na vida.
Enquanto isso, faça o seu melhor!
Viva e faça a vida florescer.
Estamos de passagem.

Mari

Ilustrador: Renato Alarcão

Nenhum comentário: