16/12/2011

Hoje..são melodias!

Nada mais vivo do que estar vivo.
Ainda que vivamos com limitações.
Temos tantos dons, talentos.
Sonhos.
Nestes, devemos nos embalar.
Falta minha imaginação qualquer, ínfima, possibilidade de deixar de romper.
O alvor.
Da esperança num futuro melhor.
Aprendi que devemos colher os frutos com as mãos na terra.
E que terra não se tem valor!
Temos que dar graças ao chão que pisamos.
.............
Ainda me lembro da terra que pegava e que escorria pelas mãos.
Eram apenas grãos....
Hoje, são melodias.
Vamos lá!
Sim, vamos.
Mari.

Nenhum comentário: