14/10/2011

Cantos silenciosos ecoavam nos desertos.

Uma primavera, ainda, a ser colhida.
Frutos bons sobrevoavam à vida.
Cantos silenciosos ecoavam nos desertos.
Torrentes de vida se impunham contra a morte.
Valentes guerreiros trouxeram o escudo da fé.
A liberdade canta alto à minha vida.
Eu tenho a resposta da saída correta.
Ela vem na precisão do dom.
Na certeza do caminho.
Na coerência de sentidos.
Eu aceito, Senhor.
Grata pela bom entendimento.
Amém.

Um comentário:

Joelma Benicio*´¯`*.¸¸.*´¯ disse...

Olá querida, Deus lhe abençoe.

Em meus mergulhos pela net a procura de blogs cristãos, algo que me leve cada vez mais ao Senhor...encontrei o seu cantinho e de cara amei, me identifiquei ( e olha que a horas eu procuro algo que me toque o coração).

Que Deus continue te iluminando e Maria passando a frente de sua caminhada e de sua vida.

Seja sempre instrumenteo de Deus.

Um grande abraço e já to lhe seguindo.
bjs