08/08/2010

A liberdade!

A liberdade é a cantiga de roda sentida.
É o selo que dá vida, é história vivificada.
Se existe um ideal que devemos lutar: é pela liberdade.
Sagrado sentimento de Deus.
Nenhum dinheiro compra sua dimensão, sua propriedade.
Trata-se de libertação, elo divino....paz vivida.
Em verdade, estou ainda mortificada e em luta.
Mas tenho meu ideal e persigo.
Um dia, talvez, compreenda o que eu falo...
Cada um tem seu tempo de sentir as coisas de Deus.
..............
Uma vez aprendi que Deus respeita nossa liberdade, o mal tem que sair por onde entrou.


Talvez, por isso, não entendamos muitos dos acontecimentos.
Mas, hoje, pensando na vida, vejo que o mais importante é a bandeira que proclamamos.
A minha é da fraternidade....ela é vermelha, da cor do Sangue de Cristo.
Talvez, por isso, seja intensa.
Para ser livre tem que se lutar pela fraternidade ou fazê-la entender.
Faz tempos escolhi a liberdade e o bem de todos, ainda que vá por caminhos duros.
Façamos um favor às nossas almas: não nos aliemos ao mal, ele realmente espera o final das nossas vidas para tentar nos levar.
Mas mesmo no último momento, poderemos clamar o nome de Jesus Cristo!
E não minta para si mesmo, esta é a pior das mentiras, veja seus erros, seus atos....
Eles serão cobrados um dia, de algum modo ou forma na sua vida e família.
Existe toda uma lei de justiça divina e causa e efeito, eu já senti muitas vezes na alma.
E o que guardamos nos cofres e a imagem criada na sociedade não serão mais nada.
Se não plantarmos sementes.
As produtivas.
Tudo terá perdido efeito.
Mas ainda temos o tempo nos tempos!
Recomeçar depois das quedas no chão.
Por isso, devemos segurar nas mãos de Deus.
Amém.
Mari.


Um comentário:

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA MARI, MARAVILHOSO O TEU BLOGUE...AINDA BEM QUE FIQUEI A CONHECER-TE...ADOREI...!
ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA