22/08/2010

Aquarela de vida feliz!


Na imprecisão dos meus sonhos, na certeza das horas,
no cantar dos segundos, o meu tempo toca a estrada que fiz.
Se pudesse eu pegaria aquela estrela para vivificar a história.
Numa aquarela de vida feliz.
Talvez seja como as árvores, na quietude um bálsamo.
Todas a nos observar.

Mari!
Ilustrador: Renato Alarcão.

Nenhum comentário: