12/02/2010

Alvorada!!!


Tão cedo ainda, no alvor meu coração desperta....
Talvez, seja hora de cantar.
Cantar ao vento, às estrelas, ao Senhor Deus, as melodias da alma.
Queremos, muitas vezes, entender os significados dos sonhos ou das estrelas, fazemos pedidos ao céu, com a esperança viva do seu reavivamento...
E assim, seguimos.
Tenho pensado tanto no tempo, nos minutos que deixei de fazer alguma coisa boa.
São mistérios da vida.
De repente, fica a sensação forte que embora tudo passe, neste horizonte finito, nosso registro sempre permanecerá.
Quiçá, seja somente para caminhar, firmar os pés e viver a paz.
Com amor, nesta nova verde e perfeita alvorada, Mari.

Ilustrador: Renato Alarcão.

Nenhum comentário: