23/03/2009

Ser feliz.

Talvez a chuva tenha caído e levado muito do que precisava ir.
E veio de repente e me tocou, senti a brisa, o vento, o ar, a natureza chamar.
Queria pegar um pouco desta água!
E, assim, lembrar de quando era guria.
Quão sentimento, olhar a chuva da janela e sair para se molhar!
Frescor de lavar a alma.
Dia de chuva, dia de ancorar e viver.
Ser feliz.

2 comentários:

Maria Pires disse...

Mari querida, passei para ler tuas palavras lindas tu és sol que ilumina a alma da gente.Beijo do fundo do coração.

Ana disse...

Adorei esse post !! Tão leve e revigorante qnt as próprias gotas da chuva .
Bjo amiga .
Nani.